(21) 97259-9915 / (21) 97109-2853

sbdrj@sbdrj.org.br

Reunião Mensal de Maio

Mais uma vez nossa Reunião Mensal atraiu um bom público para o Colégio Brasileiro de Cirurgiões, em Botafogo, nesta quarta-feira, 31. Na ocasião, além dos casos clínicos, os 304 associados presentes tiveram oportunidade de discutir temas importantes do dia a dia do dermatologista, como, por exemplo, as questões relacionadas às vistorias de clínicas e consultórios pela Vigilância Sanitária do município. Em mais um encontro com a direção do órgão, no dia anterior, foi possível tocar no tema e esclarecer alguns pontos: o alvará provisório on-line já é uma realidade; ao contrário do que possa parecer, a Vigilância não quer dificultar a nossa vida, apenas entender o que realmente funciona em nossas dependências para avaliar os riscos à saúde e as condições do ambiente. Por isso, a importância de ser assertivo nas respostas. 

– Por exemplo, coisas desnecessárias não se aplicam. Se a gente responde a uma pergunta que não tem relação com a atividade que estamos desempenhando, ela vai causar algum tipo de questionamento. O ideal, nesses casos, é responder ‘não se aplica’ – explica o presidente da SBDRJ, Egon Daxbacher. A SBDRJ vai coletar todas as dúvidas dos associados para responder com o auxílio dos técnicos da Vigilância.

Outro ponto alto da RM foi a palestra principal sobre Lacunas em Dermatologia Clínica, com Felipe Aguinada, como destaca a secretária de sessões da SBDRJ, dra. Regina Schechtman. 

– Achei importante o conhecimento sobre o eritrasma, porque existe uma resistência bacteriana com a eritromicina; nós, dermatologistas, ainda estamos prescrevendo a eritromicina mais do que o ácido fusídico, que é o mais indicado, e acho que isso tem que mudar. Além disso, foi falado sobre reforçar a anamnese no paciente de psoríase pra ver se ele tem alguma evidência de  acometimento cardiovascular e orientar esses  pacientes, entre outros assuntos.

O caso vencedor do mês, com 89 pontos, foi Telangectasia hereditária hemorrágica: a importância diagnóstica – HFB, com Daniele Sguissardi de Oliveira, Luciana Lentz Pereira, Mayara Reis de Oliveira, Clarissa Maria Da Cás Vita Campos e Egon Luiz Rodrigues Daxbacher; com 75 pontos, garantiu a segunda colocação o caso Nevo azul subungueal – HNMD, com Marielle de Campos Dias, Mariana Razé, Thais Ura Garcia, Caroline Brandão e Juliana Marques da Costa. E Acantoma de Células Claras Eruptivo em paciente com Ictiose Linear Circunflexa – HUPE, com Bianca De Franco Marques Ferreira, Priscilla Melo de Oliveira Lima, Carlos Baptista Barcaui, Maria de Fátima Scotelaro e Luna Azulay Abulafia, ficou em terceiro lugar somando 62 pontos.

Encerrando com chave de ouro a RM de maio, no quadro A dermatologia hoje e amanhã, os associados debateram sobre certificação e área de atuação. Vale lembrar que o programa da Reunião Mensal não está mais sendo impresso e enviado pelos correios, somente de forma eletrônica. E as inscrições de caso podem ser feitas até o dia 10 de cada mês pelo site da SBDRJ, na área interna por meio do cadastro do chefe de serviço das unidades de saúde.