(21) 97259-9915 / (21) 97109-2853

sbdrj@sbdrj.org.br

Estou perdendo a sobrancelha. É da idade?

O formato, cor, densidade e distribuição das sobrancelhas contribuem na definição de características faciais e, além do papel estético, têm a função de proteger os olhos de poeira e transpiração, por exemplo.

A perda ou rarefação das sobrancelhas está sempre associada à idade? Nem sempre! É verdade que, com o passar dos anos (e com o trauma repetido da depilação), as sobrancelhas podem sim ficar mais finas e ralas. No entanto, é importante salientar que a perda das sobrancelhas pode ser uma manifestação de diversas condições. Uma dessas causas é a coçadura crônica. Em pacientes com doenças que cursam com coceira na região, como a dermatite atópica, podemos observar rarefação das sobrancelhas. Doenças autoimunes – como o hipotireoidismo e o lúpus eritematoso – também podem levar à queda dos fios das sobrancelhas.

Outras causas importantes são a alopecia areata e alopecia fibrosante frontal. Esses dois tipos de queda capilar podem acometer os fios do couro cabeludo, sobrancelhas e, inclusive, os pelos corporais. É importante lembrar que alguns tipos de queda (caso da alopecia fibrosante frontal) são irreversíveis, pois o folículo capilar é substituído por uma cicatriz. Em muitos casos, a queda das sobrancelhas é um dos primeiros sinais da doença.

Doenças infecciosas e mesmo neoplásicas também podem afetar a região. São exemplos a hanseníase e a sífilis, ambas muito frequentes no Brasil, e alguns tipos de linfoma cutâneo.

Diante das múltiplas condições que podem levar à perda das sobrancelhas, alertamos: antes de realizar procedimentos como a micropigmentação das sobrancelhas é importante consultar um médico dermatologista! O diagnóstico correto da causa da queda vai permitir o início precoce do tratamento.

Dra. Corina Isabel Salas, pelo Departamento de Cabelos da SBDRJ.

Coordenadores do Departamento: Dr. Daniel Fernandes e Dr. Rodrigo Pirmez.