(21) 2263-4811 / (21) 2533-4576

sbdrj@sbdrj.org.br

Cicatrizes de acne têm tratamento

Muito frequente, especialmente na fase da adolescência, a acne é uma doença de causa multifatorial que aparece devido a um processo inflamatório dos folículos pilossebáceos.

O surgimento da acne em locais como rosto, colo e toráx é mais frequente porque, nessas regiões, a quantidade de glândulas sebáceas costuma ser maior do que nas outras partes do corpo. A acne pode se apresentar com diferentes tipos de lesões, como cravos abertos e fechados, pequenas elevações da cor da pele, vermelhas ou amareladas e, algumas vezes, lesões maiores e profundas conhecidas como nódulos (“acne interna”).

Se não tratada de forma precoce, a acne pode trazer não apenas consequências psicológicas (baixa autoestina, insegurança, depressão, etc), mas também consequências estéticas, como é o caso das sequelas cicatricias (cicatrizes de acne).

Ainda que a situação seja mais complexa, existem tratamentos capazes de amenizar o aspecto das cicatrizes de acne e, consequentemente, melhorar a autoestima de quem as tem. Dentre esses tratamentos, estão:

Peeling
Pode ser superficial, médio ou profundo e trabalham na textura. Consiste na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais para promover uma regeneração da pele. É um método de esfoliação para alcançar uma pele “nova”, com melhora das manchas, rugas, cicatrizes ou acne.

Lasers

Trabalham nas alterações de relevo e cor, provocado um remodelamento das camadas superficiais e médias da pele através do calor gerado.

Dermoabrasão
Lixamento da pele com um equipamento específico, que trabalha na irregularidade, tornando-a mais uniforme.

Os tratamentos podem ser longos e combinados porque as cicatrizes têm diversos aspectos. Por isso, é preciso ter muita paciência e controle da ansiedade. É importante lembrar que qualquer procedimento deve ser indicado e realizado por um médico dermatologista.

Fonte: SBDRJ