Notícias

Você sabe qual é seu tipo de pele?

O primeiro passo para cuidar da sua pele de forma adequada é descobrir qual é o seu tipo. Normal, seca, oleosa ou mista são as categorias em que ela pode se enquadrar. Tomando conhecimento disso, é claro, por meio de uma consulta dermatológica,  o ideal é garantir o equilíbrio entre a parte hídrica (água) e a oleosa (glândulas sebáceas). Vamos conhecer um pouco mais sobre os tipos de pele?

Normal

A pele normal alcança o exato equilíbrio entre água e gordura. Então, os poros normalmente são fechados, a textura é saudável e aveludada, garantindo viço e maciez.

Seca

Este tipo de pele apresenta uma deficiência de água e tem uma tendência maior à vermelhidão e descamação. Costuma ter poros poucos visíveis, aspecto áspero e sem brilho, tendendo ao aparecimento de pequenas linhas e fissuras. A pele seca pode ser causada por fatores genéticos ou hormonais, como menopausa ou complicações da tireoide. O clima frio e seco, assim como banhos muito quentes, também podem contribuir para o ressecamento.  

Oleosa

Caracteriza-se pelo excesso na produção de sebo. Apresenta brilho intenso, muita umidade, textura espessa e sensação pegajosa. Tem poros dilatados e irregulares, com tendência à acne. Além de herança genética, a pele oleosa é estimulada por fatores hormonais, exposição solar, estresse e consumo de alimentos gordurosos.   

Mista

Sendo o tipo mais frequente, é uma pele que apresenta características diferentes dependendo da área do rosto. Em geral, a zona T (testa, nariz e queixo) tende a ser mais oleosa e a ter poros dilatados, enquanto as extremidades podem ser mais secas, com facilidade para descamação e irritação.

Para descobrir o seu tipo de pele é indicado procurar um dermatologista que, a partir de uma análise, vai indicar os dermocosméticos adequados para cada caso. O autodiagnóstico pode levar o paciente a usar os produtos errados e colaborar para a má qualidade da pele. Fique atento!

Fonte: SBDRJ