Notícias

Sua face fica vermelha com frequência? Saiba mais sobre a rosácea!

Mais comum em adultos na faixa etária entre os 30 e 50 anos, a rosácea é uma doença inflamatória crônica da unidade pilosebácea (folículo piloso e glândulas sebáceas) que acomete até 10% da população. Embora seu aparecimento seja mais frequente em mulheres, a rosácea também pode atingir o público masculino,  levando a quadros de espessamento da pele e dilatação dos poros, principalmente no nariz (rinofima). 

a origem da doença ainda não é totalmente conhecida, mas acredita-se que a predisposição individual, que pode ser familiar (genética), tenha alguma influência. além disso, também é possível notar relação com fatores psicológicos, como o estresse, fatores climáticos, ambientais e de estilo de vida.

Conhecendo os sintomas

A rosácea caracteriza-se por pele seca, áspera e sensível, que fica vermelha com facilidade e pode sofrer com irritabilidade quando em contato com ácidos e alguns dermocosméticos. Em alguns casos, há episòdios de vermelhidão intensa em que vasos finos ficam mais aparentes. Às vezes, a rosácea pode cursar com lesões semelhantes a acne – recentemente a mídia abordou bastante o caso do goleiro Alisson, da seleção brasileira que, provavelmente, sofre com essa doença.

Algumas vezes, os pacientes se queixam de olho seco e vermelhidão por conta de inflamação nas bordas palpebrais. É comum que um sintoma seja mais proeminente do que outros – isso vai variar de indivíduo para indivíduo – mas os episódios podem se tornar frequentes e até mesmo permanentes.

Existe tratamento?

Embora ainda não exista a cura para rosácea, é possível tratá-la e mantê-la sob controle. O tipo de terapia varia de acordo com o grau e estágio da doença, mas afastar os agravantes e desencadeantes e utilizar o protetor solar apropriado diariamente são cuidados essenciais. Sessões de laser, luz pulsada e LED podem ser indicadas pelo médico dermatologista – especialista mais indicado por tratar a doença.

Parar manter a rosácea controlada, existem alguns pontos que podem ser observados e evitados. Procure fazer anotações sobre alimentos ou fatores que, na sua concepção, agravam seus quadros; evite bebidas alcoólicas e fique atento aos produtos que podem trazer irritações.

Fique atento a algumas dicas!

Evite: lavar o rosto com água muito quente ou gelada; fazer sauna; cozinhar com o rosto próximo ao fogão;  tomar café, chás com cafeína, bebidas alcoolicas, sopas muito quentes; alimentos muito condimentados ou com pimenta.

Visite regularmente o dermatologista!

Fonte: SBDRJ