Notícias

Reunião Mensal de março

Nossa primeira RM de 2018 honrou a tradição dos últimos anos: os associados compareceram em massa e lotaram o auditório do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, em Botafogo. 315 dermatologistas estiveram presente nesta quarta-feira (28) no encontro, que teve a apresentação de oito casos clínicos.

Na primeira colocação, com 105 pontos, ficou o caso Ulceração extensa no couro cabeludo: desafio diagnóstico e terapêutico, do HUGG, apresentado por Raffany Pires Brand, Luiza Peres Barbosa, Luciana Ferreira de Araújo, Luna Azulay Abulafia, Ricardo Barbosa Lima e Carlos José Martins; em segundo, com 102 pontos, levou a melhor o caso Manifestação Grave de Esporotricose Cutânea, do HCE, apresentado por

Luiza Aguera Oliver, Tatiana Addario Gomes, Claudia Maria Penna Dias, Felipe Maurício Soeiro Sampaio, Daniel Lago Obadia e Leninha Valério do Nascimento. E na terceira colocação, com 98 pontos, ficou o caso Síndrome hemofagocítica na hanseníase virchowiana, do HUPE, apresentado por Nandara Paiva, Flávia Wermelinger Perazio, Thais Reginatto Nietsche, Alexandre Carlos Gripp, Luna Azulay-Abulafia e Arles Martins Brotas.

Na palestra principal, o dermatologista Fred Bernardes Filho, doutorando do Programa de Clínica Médica da FMRP-USP-RP, falou sobre arboviroses. E chamou a atenção para um novo tipo, a Oropuche, arbovírus comum na região do Pará.

“A Oropuche deverá ser a próxima arbovirose a afetar o país, alertam os especialistas. Ribeirão Preto já teve um caso confirmado recentemente”, afirmou Fred.

Mais uma vez a RM mesclou na plateia experientes dermatologistas com residentes, ressaltando a importância da troca de experiências que ocorre mensalmente. O dermatologista Eli Balassiano é um dos que frequentam a Reunião Mensal há 40 anos de forma assídua.

“Aqui (nas reuniões mensais) aprendo sempre. Temos atualização de casos, revejo os amigos. E aprendi hoje (quarta) sobre o que está acontecendo no momento em termos de epidemiologia”.

A dermatologista Ryssia Alvarez Florião é outra associada que procura estar sempre presente nas Reuniões Mensais, e há 50 anos.

“Gosto do convívio com as pessoas. Aprendo sobre as dificuldades dos casos, geralmente casos internados com maior dificuldade, e a gente vê como eles são solucionados”, destacou ela.

A Reunião Mensal de março contou também com o quadro Ecos do Meeting, em que Heloisa Rampinelli, vencedora do Prêmio Residente Revelação AcheDerma 2017, trouxe um resumo dos temas mais relevantes no encontro deste ano em San Diego, na Califórnia.