Notícias

Os cuidados com alergias durante o carnaval

Na hora de escolher a fantasia e os adereços para brincar o carnaval, você se preocupa com a qualidade do que compra? É preciso ficar atento, pois alguns produtos podem provocar alergias e até intoxicação. Se forem usados por crianças, então, o risco é ainda maior.

Maquiagens, máscaras, tinturas para o cabelo e spray de espuma, por exemplo, podem esconder alguns perigos para a saúde, como substâncias químicas que geram tanto alergia quanto intoxicação. Por isso, um dos primeiros cuidados é observar se existe um selo de segurança do Inmetro ou registro na vigilância sanitária, que garante a credibilidade do produto. O material fiscalizado tem menores chances de trazer complicações para a pele.

A irritabilidade que esses materiais podem causar tem muito a ver com a quantidade que entra em contato com a pele e o tempo de exposição. No caso do spray de espuma, por exemplo, alguns exemplares não obedecem às normas do Inmetro por serem inflamáveis e importados de forma ilegal.

As tintas usadas para enfeitar os cabelos e a pele devem ser apropriadas para esse fim, o que reduz o risco de reações indesejáveis. Na hora de manipulá-las, deve-se tomar cuidado com mucosas, olhos, boca e nariz. Quando acabar a festa, é preciso removê-las com água e sabão ou até mesmo demaquilante para não deixar resíduos.

O outro lado da folia

Os cuidados com as alergias permanecem mesmo para quem decidiu passar longe da folia e escolheu se refugiar na praia, a fim de um descanso. É preciso ter cuidado com a alimentação, que pode fugir do comum com a ingestão de mais frutos do mar, por exemplo, e também pelos possíveis ataques de mosquitos, pernilongos e borrachudos, bastante comuns nessa época.

Prevenir, neste caso, é o melhor remédio. Caso suspeite de alguma reação no momento da ingestão de um alimento, interrompa imediatamente o consumo e procure ajuda médica. As reações alérgicas e as tóxicas (por má conservação da comida) podem apresentar sintomas muito parecidos. Contra os insetos as medidas mais simples e eficazes são os mosquiteiros na cama, telas nas janelas e repelentes na pele. Lembre-se de aplicar primeiro o protetor solar e, em seguida, o repelente.   

Aproveitar o carnaval sem riscos para a saúde não é tão difícil quando esses pequenos cuidados se tornam um hábito. Hidratar-se bastante, adotar uma alimentação balanceada e usar sempre o filtro solar fazem parte dessa rotina. Bom carnaval!

Fonte: SBDRJ